Você Não é Capaz !

tumblr_m2ipy5YrXn1qi1dq5o1_500

Boa Noite Pessoal, recebi esse tristemunho no whats e queria compartilhar com vocês, é longo, mas não deixe de ler.

Hoje é domingo, dia em que me dedico única e exclusivamente ao meu Senhor.
A reunião principal na minha IURD é as 9:30h e eu estou super atrasada, preciso correr, até a Igreja são 15 minutos se eu andar rápido. Os candidatos precisam chegar cedo e sentar-se na primeira fileira.. Ah! Com toda essa correria esqueci de me apresentar. Meu nome é Gabriela, mas todos me chamam de Gabizinha rsrs e tenho 15 anos, sou candidata à obreira à 6 meses e sei que o Pr Erick está prestes a me levantar, mas tudo em seu tempo não é rs.
Ao término da reunião, o Pr Ercik chamou à mim e mais 2 candidatos, o Pedro e a Tati, e pra nossa surpresa nos entrevistou mais uma vez. Até que ele disse:

Pr Erick – Muito bem, vocês precisam estar lá na João Dias as 11:30h, o Bispo irá falar com vocês três..

Ainda bem que meus pais nos levaram correndo de carro pra lá, afinal a João Dias é um tanto longe. Meus pais sempre foram exemplos, casados há 17 anos conheceram-se na Obra, os dois tem 20 anos de obreiros! No caminho até a João Dias, minha mãe foi nos orientando sobre a Obra de Deus e seus espinhos…
Chegando lá outra surpresa! Poucos candidatos, cerca de 15 pessoas esperavam pelo inicio das entrevistas que aconteceriam em cima do Altar! Chegamos em ponto… E a Tati foi a primeira a ser chamada. Eu sabia que aquela era a hora dela! Sabia que ela tinha tudo pra ser uma obreira, ela sempre foi tão sábia no falar e no agir, foi ela quem me ajudou em meus propósitos e minhas dúvidas… A cada degrau que ela subia para chegar ao Altar, eu tinha mais convicção que ela sairia de lá com a carta assinada em mãos!
A entrevista foi longa, longa até demais… Ela despediu-se do Bispo e agradeceu. Ela não estava com a carta assinada, mas não estava nem um pouco triste, desceu do Altar sorrindo.
Gabriela: Como foi com o Bispo Tati?
Tatiane: Eu não fui levantada Gabi, mas fique tranquila, Deus sempre nos honra na hora certa..
Meu mundo desabou. Como ela pode não ter sido levantada?? Se a Tati não foi levantada, imagine eu!! O próximo foi o Pedro, que mal subiu a escada do Altar e o Bispo lhe disse:
“A partir de hoje você é um obreiro!!”
Ele desceu tão contente, Tati o parabenizou, mas eu mal consegui me expressar por ainda estar pasma pela Tati!
Foi quando o Bispo chamou pelo meu nome, era a minha vez… Só eu e Deus sabíamos o quanto eu estava nervosa.
Sentei-me.
“Bom dia Bispo!”
Ele prosseguiu com mais perguntas.

Bispo- Olha minha filha, você é um milagre. Os filhos de obreiros, pastores, enfim, são as mais difíceis de se lidar, muitos deles se revoltam contra a própria Igreja. Poucos deles tem o desejo de ser um obreiro ou ir pro Altar… Só de você estar aqui, tenha certeza que sua vida já é um milagre.
Aquilo me acalmou bastante.
E ele prosseguiu:
– A partir de hoje você é uma obreira, Gabriela. Deus abençoe!

Quando desci do Altar fui correndo abraçar a Tati que logo percebeu que eu tinha sido levantada e disse
“Não fique triste por mim Gabi, nunca aconteceu do Senhor Jesus desamparar um filho seu, não seria a primeira vez comigo. Estou tão feliz por você!”

Eu e Pedro fomos correndo falar com o Pr Erick, e ele ficou muiti feliz! Mas quando soube que a Tatiane não tinha sido levantada, disse que precisava falar com ela… Eu estava feliz, meus pais estavam felizes, já alguns obreiros… Quando ficaram sabendo disseram para minha mãe
“Sua filha? É obreira agora? Ela é muito nova! Não está em condições de ser uma obreira.”
Creio que o pior erro da minha vida foi ter deixado aquilo entrar dentro de mim… Foi aí que tudo começou à mudar no meu interior…

Uma semana se passou, e finalmente chegou o dia da minha consagração, eu tentava me concentrar, ficar feliz, mas repentinamente as palavras daqueles obreiros vinham em minha mente… Eu me olhava de uniforme na frente do espelho do meu quarto, e não enxergava uma MULHER de Deus, mas sim uma menina, como disseram os obreiros. Meus pensamentos foram interrompidos pela minha mãe que disse:
– Gabriela? Já está na hora, você está pronta minha filha?
– Sim mãe.

Apressei-me até o carro pois não queria chegar atrasada.
Minha consagração foi maravilhosa, levei 15 convidados, e só por aquele instante eu me esqueci de tudo o que aqueles obreiros andavam dizendo… Mas só naquele momento. Ao descer do Altar percebi olhares como os de uma metralhadora pra mim, olhares dos mesmos obreiros, e aquilo tornou-se um complexo.
Fui então para a reunião de obreiros, era a minha primeira rs Eu queria esquecer aqueles pensamentos, Diante de Deus!
E mais surpresas, no final do reunião o Pr Erick colocou-me como líder da FJU! A antiga líder era a Obr Jéssica, mas ela estava de banco e precisava se cuidar… Quando o Pr deu a notícia, senti novamente aqueles olhares que quase perfuraram minha alma, vindos principalmente da Obr Jessica que não gostou nada de ser tirada de seu “cargo”. Foi quando minha raiva se acendeu! Eu decidi mostrar que eu era de Deus sim! Mais um erro..
Eu já estava com 3 meses de Obra, a Tatiane ainda não estava de Obr, mas estava de minha auxiliar na FJU. Não sei o que seria de mim sem a Tati naquela época! rsrsr Foi quando resolvi contar à ela sobre o falatório dos obreiros.
Ela começou à me alertar sobre os maus olhos. Mas eu não dei importância, comecei à me achar melhor por ser obreira e líder dela.
No sábado, quando terminei a reunião da Força Jovem, chamei todos os líderes para dar um recado… Foi quando o vi lá de atrás… Tínhamos um novo Pr Auxiliar!!! E todas as obreiras solteiras não tiravam os olhos dele…
Eu quase não olhei rs… Eu nunca quis o Altar… Não até ele chegar…

Ele chegou cheio de cabides, mas com apenas uma mala. Ele estava tão apressado que a única coisa que nos disse foi:
“Boa noite pessoal!”
As obreiras quase derreteram. Ele era muito bonito, ninguém podia negar! E era inevitável não sentir aquele perfume rsrs Pedi a atenção de todos para terminar de dar o recado, afinal as obreiras estavam meio avoadas rs Mas eu estava séria por fora.
Eu nunca tinha gostado de ninguém, um IBURD já havia se interessado por mim antes, mas como eu disse, eu nunca quis o Altar. Fui pra casa pensando naquele Pr, e em como era bonito rs…
Mas o meu interior não estava bem, por fora eu era a obreira de guerra que não tinha medo de desafiar o diabo, mas por dentro, eu mal conseguia me dirigir à Deus, por não me achar capaz. Por isso eu não podia pensar em vida sentimental naquele momento!
Confesso que todo esse tempo que eu estive de líder da FJU, não fiz nada pra Deus, mas para os outros (principalmente aqueles obreiros) saberem que eu era de Deus. O trabalho não estava crescendo por minha causa, mas pela Tatiane, que dava o tudo dela, que fazia propósitos, que dava idéias, que dava a vida pelos jovens. Eu só fazia as reuniões, e vestia uma camisa de líder.
No outro sábado fui trabalhar na reunião do Jejum para ajudar o Pr Auxiliar (Eu nem sabia o nome dele ainda rs) E pra minha surpresa só eu estava de uniforme, aliás, somente eu de obreira para ajudá-lo.. Quando me viu disse:
“É obreira, vamos na fé, hoje vai arrebentar .”
Fiquei vermelha rsrs
A reunião foi mega, 25 pessoas no salão, mas aquele Pr fez uma reunião tão violenta que pareciam ter 10.000 pessoas lá.
Ao término, ele me chamou na cozinha “Senta aí obreira, vamos tomar um café da manhã, a gente merece kk”
Senti um frio na barriga, minhas bochechas rosaram. Não… Eu não podia estar gostando de alguém que nem sei o nome… Foi quando ele se apresentou

– Ahh como sou sem educação kk Meu nome é Pablo, e a senhora é a Gabriela né?
Como ele sabia o meu nome? Eu nunca o vi…
“É, sou eu mesma rsrs”
Ele riu, acho que percebeu que eu estava sem graça… rs
Conversamos a manhã toda, ele tinha 17 anos e 6 meses de Pr. E eu prestes à fazer meus 16 aninhos e 4 meses de Obr rs…
Por um breve momento ficamos em silêncio, e foi esse silêncio que acarretou uma pergunta dele…
“A sra gosta de alguém? Alguém gosta da sra?”
Contei pra ele sobre o tal IBURD que havia se interessado por mim pouco tempo atrás, eu nem sabia quem era, quem me contou foi meu Pr, mas eu disse que não queria conhecer ninguém naquele momento… Antes que eu terminasse de falar, o Pr Pablo ficou vermelho e ria como quem soubesse de algo..
Gabriela- Por que o sr esta rindo? Não entendi.
Pr Pablo- Eu conheço esse IBURD
Gabriela- Sério Pr? Quem é?
Pr Pablo- Era eu. Aliás, sou eu.

Senti borboletas na minha barriga, paralisei… Eu não sabia o que dizer ao Pr Pablo..
Gabriela- An… Er.. Sé-sério Pa-Pastor? (gaguejei mais que tudo rs)
Pr Pablo: kkk Fica em paz obreira! Eu não vou te incomodar.

Foi quando rádio dele tocou, ele pediu licença e saiu, mas disse que já voltava.
Sentada ali, naquela cozinha, refletindo sobre tudo, sobre mim, sobre a Obra, nasceu em mim a vontade para o Altar, não por causa do Pr Pablo, mas por que a sede de Almas em mim estava se apagando. É certo que para ganhar almas, eu não precisava ser esposa de pastor, mas eu cumpriria aquilo que o Sr Jesus nos deixou como mandamento
“Ide por todo mundo e pregai o evangelho à toda criatura.”
(Marcos 16:15)

Comecei à me imaginar naqueles lugares precários, pessoas famintas por Deus, por mudança, pessoas sofridas que estavam nas garras do diabo, precisando de ajuda… Foi quando um pensamento cortou todos estes, uma voz que gritava em minha mente “VOCÊ NÃO PODE!! VOCÊ NÃO SERVE!!” As palavras daqueles obreiros vieram de novo à tona. Eu não me via capaz. E não fazia nada pra mudar isso, eu estava estagnada no mesmo lugar… Peguei meu celular e mandei uma mensagem para Tatiane, eu precisava falar com ela sobre tudo isso! Ela sempre sabe o que fazer. Eu me surpreendi com a rapidez dela, logo em seguida ela me mandou uma mensagem
“Obr Gabi, antes de falar comigo, fale com Deus, beijos!”

Ali mesmo, na cozinha, eu curvei minha cabeça e começei à desabafar para Deus TUDO. Eu chorava como uma criança, à muito tempo eu não recorria à Deus, eu não chorava por estar emocionada. Chorava por que mesmo depois de tudo, eu tinha certeza que Deus estava ouvindo a minha oração. Coloquei todos os meus complexos, toda aquela inferioridade para fora, aqueles maus olhos com os obreiros, eu abri mão de tudo. Terminei a oração eu disse “Assim Seja” com um sorriso no rosto… Olhei no visor do meu celular, orei por 33 minutos sem cessar, e não pude deixar de notar a minha maquiagem toda borrada rsrs Quando eu olhei para porta, adivinha quem estava lá, parado, olhando pra mim, e que estava ouvindo toda a minha oração… Sim, isso mesmo que você pensou. O Pr Pablo estava parado na porta ouvindo minha oração… Tomei um susto. Mas ele estava sorrindo.

Gabriela- Me desculpe pastor, preferia que o sr não tivesse visto isso.. (nem sei pq falei aquilo rs)
Pr Pablo- Não ver o que Gabriela? Você falando com Deus? Se abrindo pra Ele? Sendo sincera? Prefiro ver isso, a sua sinceridade, do que vê-la se auto enganando. Fique tranquila!
Gabriela- O sr tem razão..

Ele sorriu! Eu também. Mas não por ele, mas por que um peso enorme havia saído das minhas costas, eu sentia a chama do Primeiro Amor queimar no meu peito novamente! O Pr Pablo me deu algumas idéias para reunião da FJU, e disse que iria me ajudar em tudo, afinal antes de ser levantado Pr, ele era líder da FJU de sua Igreja!
Começei a reunião com uma agitação básica rsrs Eu estava feliz demais! Tatiane percebeu, e ela estava feliz por mim. Na hora da busca passei o microfone para o Pr Pablo, e ele deve ter  se empolgado bastante pois fez a reunião até o fim, mas eu não vi problema, sabia que ele tinha muita coisa para passar para aqueles jovens.
Quando a reunião terminou, o Pr Pablo mal deixou que eu chamasse os líderes e me chamou de canto dizendo que precisava falar comigo urgente, pedi que os líderes esperassem um pouco, mas foi inevitável os olhares fuzilantes das obreiras interessadas no Pr.
Gabriela- Senhor Pr? O sr precisa de algo?
Pr Pablo: Não sei como te falar isso Gabriela…
Pr Pablo- Não sei como te falar isso Gabriela…
Ele estava bastante nervoso, até tremia, imaginei que fosse algo bem sério.
Pr Pablo- Eu estive te observando neste pouco tempo, procurei saber de você, seu trabalho na FJU… E também pelo o que eu ouvi de você hoje, sinceridade. Olhando dentro dos seus olho agora, eu vejo Deus.
Só de dizer isso o Pr me deixou sem palavras.
Pr Pablo- Então… Eu queria te conhecer melhor rsrs
Enquanto nós conversavamos as Obreiras cochichavam umas com as outras. Tatiane estava na porta da salinha de campanha, mas estava preocupada, o por que eu não sei…
Gabriela- Sim, eu quero pastor rs.
Pr Pablo- Ufa kkk Estava imaginando que iria dizer não! Gabriela, eu vou te ajudar, estou aqui para isso…
Falou tudo isso sorrindo.
E automaticamente eu também sorri. Ele pegou o número do meu celular, e eu estava nas nuvens rsrs
Quando voltei chamei os líderes, fui rápida e objetiva. O Pr Erick havia pedido que todos os obreiros ficassem para organizar tudo para a reunião no domingo de manhã. A única jovem que ficou foi Tatiane. Eu sorria sozinha, e Tatiane percebeu, era inevitável, ela me conhecia muito bem..
Tatiane- Obreira? Aconteceu alguma coisa? E esse sorriso? rsrs
Eu contei tudo para ela. Desde a minha conversa com o Pr pela manhã…
Tatiane- Obreira, eu não tenho um título, eu não sou ninguém para estar te falando isso. Mas a sra não acha que está muito cedo para querer conhecê-lo? Quer dizer, ele procurou saber da senhora, mas a senhora não procurou saber dele…

Por um minuto pensei a mesma coisa, será que estava sendo rápido demais? Só tivemos uma conversa! Eu não tinha resposta para dar à Tatiane. E não podia dizer que ela estava errada.
O Domingo chegou. Era domingo de Santa Ceia. Cheguei bem cedo para ajudar as obreiras. E logo que entrei no salão, lá estava o Pr Pablo, sim! Ele estava lindo! rsrsr Ele não me ligou no sábado à noite, imagino que tenha ido dormir cedo… devia estar cansado… Eu o cumprimentei “Bom dia Pastor”
Ele sorriu, mas não disse nada. Eu não vi Tatiane no salão e achei estranho, ela era uma das primeiras a chegar na Igreja… A reunião começou e ela ainda não estava lá, procurei por ela na escolinha, mas não a encontrei. Comecei à ficar preocupada…
Quando a reunião estava quase terminando o Pr Erick disse
-Cadê a Tatiane? Por favor digam à ela que suba no Altar.
Quando olhei lá no fundo do salão, vinha a Tatiane! Ela estava de uniforme de Obreira! Ninguém sabia! Ela não contou pra ninguém… Ao subir no Altar o Pr Erick perguntou se alguém tinha alguma coisa contra à ela que a impedisse de ser obreira, mas ninguém se manifestou. O Pr então explicou o que era ser um obreiro… E assim iniciou sua consagração. Seus convidados? Ela levou 20 pessoas!
Quando a reunião terminou, fui a primeira à ir abraça-la, eu estava tão feliz, se ela arrebentava de jovem, imagine agora de Obreira! Ela esperou tanto, mas nunca foi ansiosa, nunca deixou de confiar em Deus. Mais uma obreira, Obreira Tatiane!
A reunião de obreiros iria começar, eu e ela fomos correndo pra lá. Mas a reunião não foi como pensei… O Pr me tirou de líder da FJU, e colocou Tatiane. A raiva tomou conta de mim naquele momento! Então quer dizer que Tatiane era melhor que eu??? Por que o Pr tirou à mim??? Ela não é santa não!
Eu estava assim por dentro. Mas por fora só disse ‘Sim senhor’.
Eu não ficaria nem mais na FJU, eu estava na evangelização… Tentei não demonstrar nada, mas meus pais já haviam percebido que eu não tinha ficado nada feliz. Meu pai foi tentando falar comigo detro do carro, mas eu não lhe dei ouvidos. De novo, o pensamento que eu tinha é que eu não era capaz, não era boa o suficiente pra estar ali…
Foi quando o Pr Pablo me ligou:
Pr Pablo- Gabriela? Está chorando? Por que?
Eu contei tudo pra ele, e ele me orientou. Assim como todos estavam tentando me orientar em relação aquilo. Meu mundo desabou logo após, quando o Pr Pablo disse:
-Olha Gabriela, as coisas não vão acontecer do jeito que pensei… Acho melhor pararmos de conversar por aqui, você precisa se cuidar, mas se precisar de alguma coisa estou aqui, é só me procurar na Igreja, Deus abençoe.
E desligou.
Nunca havia chorado tanto quanto naquele dia. Era domingo, mas eu não quis nem aparecer mais na Igreja, Tatiane me ligou umas 15 vezes, mas não atendi nenhuma. Os pensamento de novo! Uma voz dizia “Tá vendo? Ele não te quis por que você não é capaz!”
E eu já havia me convencido de que realmente eu não servia pra nada! Me tranquei no meu quarto e chorei por horas. Minha mãe batia na porta, mas eu só dizia “Sai daqui! Quero ficar sozinha!!”
Foi quando Tatiane bateu na minha porta:
Tatiane- Gabriela? Você está aí? Me deixe entrar? Por favor!
Gabriela- Eu não quero falar com ninguém Tatiane, vai arrumar alguma coisa pra fazer!
Eu começei à imaginar que aquelas hora todos da Igreja sabiam o que estava acontecendo comigo. Que Raiva!! Eu não conseguia me conter.
Quando Tatiane foi embora, peguei todo meu uniforme de Obreira e o joguei no quintal, coloquei fogo nele até não sobrar mais nada.
Meu pai dizia pra eu não fazer aquilo! Mas a raiva estava tão ardente dentro de mim que a única voz que eu ouvia era a que dizia que eu não era capaz. Mandei meus pais avisarem o Pr Erick de que eu não seria mais obreira…
Meus pais foram evangelizar à tarde, eles me aconselharam mas disseram que não iriam interferir em nada, pois a salvação era minha.
Sai na porta da minha casa e um rapaz passou mexendo comigo. Naquele mesmo dia eu cai com aquele jovem… Eu já não ligava mais..
Eu continuei indo para Igreja, mas só por ir. Muitos jovens não sabiam que eu tinha saído da Obra e me chamavam de Obreira Gabriela à todo momento. Cada vez que alguém me chamava de Obreira mais o meu interior doía, eu não queria lembrar que fui uma Obreira e que agora estava naquela situação por não me achar capaz. Eu não falava com nenhuma das obreiras, nem mesmo com a Tatiane. Eu ainda gostava do Pr Pablo, por vezes ele tentava falar comigo, me chamar pra perto, mas eu não tinha coragem nem mesmo de olhar nos olhos dele depois de ter caído com aquele jovem. O Pr Érick chegou à fazer visita na minha casa, mas eu não coragem de dizer tudo o que aconteceu…
Passaram-se dois meses nessa situação, e foi quando eu fiquei sabendo que a Tatiane e o Pr Pablo estavam orando…
O Pr Pablo e a Tatiane orando??! Traidora!
Foi assim que pensei naquele momento. Decidi jogar tudo pro alto, até então, eu estava com um pé na igreja e um pé no mundo, mas decidi me jogar de cabeça no pecado.
Começei à usar drogas (coisa que nunca tinha feito antes), beber, me prostituir, brigar com meus pais… Eu parecia um zumbi ambulante! E ainda por cima falava mal da Igreja pra qualquer um que falasse de Jesus pra mim, nunca mais fui na Igreja. Minha mãe e meu Pai continuaram lutando por mim, mas não adiantava, a escolha era minha e demais ninguém. Eu disse que se visse Tatiane na rua a espancaria até a morte.
Todos os jovens, e até os obreiros que um dia falaram mal de mim foram na porta da minha casa falar comigo, me chamar pra ir à Igreja. Sabe o que eu fiz? Saí fumando maconha, e soltei a fumaça na cara da Tatiane que também estava lá.
Eu sabia que não era feliz com aquela vida, mas aquela voz que dizia “VOCÊ NÃO É CAPAZ!” Falava muito mais alto.
Começei à ver demônios, ouvir vozes que chamavam pelo meu nome. Mas nem isso me fez voltar pra Jesus. Eu desejava que o relacionamento de Tatiane e do Pr Pablo nunca desse certo.
Eu fiquei um ano e meio nessa vida. O meu semblante não era mais o mesmo, nem a minha voz era a mesma.
Foi quando minha mãe chegou em casa muito feliz..
Gabriela- Pra que tanta felicidade?
Dona Deisy (mãe da Gabriela): Olha só minha filha! É convite do casamento da Obr Tatiane e do Pr Pablo! Ah Graças à Deus que deu tudo certo! Depois de tantas guerras que esses dois enfrentaram! Finalmente! E ela quer muito que você vá Gabriela…
Enquanto minha mãe falava tudo o que aconteceu comigo passou como um filme diante dos meus olhos…
“VOCÊ NÃO FOI CAPAZ, MAS ELA FOI.”
Não respondi nada à minha mãe, peguei o convite e saí. Eu não conseguia pensar, não sabia pra onde ir, começei à chorar tanto que minha vista ficou embassada. Aquela voz me direcionou, pra um lugar. Uma ponte perto de casa. A Altura era média, qualquer um que se jogasse dali, morreria na certa…
Cheguei até lá, fui até a beirada da ponte e fiquei de pé olhando pra baixo. Eu não queria me jogar de lá, mas a voz dizia que tudo iria melhorar, que eu iria me esquecer de tudo o que aconteceu….

“Tatiane, me perdoe por tudo o que fiz, sei que só por estar te pedindo perdão não serei salva, pois dentro de alguns minutos estarei me jogando de uma ponte… Peço perdão à você, ao seu futuro esposo, à todos..”
Pulei. A queda durou poucos segundos, o impacto foi grande e tudo se escureceu.

Gabriela cometeu o suicídio aos 17 anos. Achou que era ela que estava lhe contando esta história não é?
Não. Sou eu, Tatiane. Gabriela morreu um mês antes do meu casamento com o Pablo. Ela escreveu uma carta para mim antes que morresse. Infelizmente, sabemos que ela não foi salva. Mas guardo esta carta para mostra-la as jovens que sofrem com este mesmo pensamento. Eu e Pablo estamos fazendo a Obra de Deus fora do Brasil. E em todos lugares que passamos, encontramos pessoas que têm dado ouvidos à esta voz.
Você é capaz sim! Deus não te escolheu à toa! Deus não faz nada por fazer. Você é preciosa! Nunca dê ouvidos à esta voz, seja você obreira ou não. O que te faz capaz não é a sua idade, seu título, seus anos na igreja, mas sim o Deus que você serve. Gabriela deu ouvidos à esta voz, e jogou fora a salvação. Ela era tão valiosa, lembro-me de que todos falavam de como ela exalava o perfume do Senhor e logo que tornou-se candidata à obreira. Espero que este testemunho tenha lhe ajudado…
Att: Tatiane.

Anúncios

2 comentários sobre “Você Não é Capaz !

  1. Eu não sei mais oque fazer eu tenho 2 anos de igreja sou canditada a Obreira tenho 15anos a minha historia e muito parecida com a dela eu dei ouvido a voz e hoje estou afastada da igreja mais o que me deixa mais triste ainda é que la o Pr. Foi na casa dela é aqui nem o meu líder da FJU veio me chamar novamente para uma reunião! Não sei oque fazer como voltar não sinto a mesma vontade o mesmo chamado o Primero amor em mim.

    Curtir

    1. Oie querida, tudo depende de você, não espere o homem ir te buscar, você sabe o quanto sua salvação é importante e por isso deve buscar por ela. Você precisa anular todos os pensamentos ruins, sentimentos que você carrega dentro de você, deixe de olhar para os outros. Olhe para dentro de você e veja a necessidade que você tem de ser salva. Deus não te abandonou, prova disso é que você leu esse post e deixou seu comentário, isso é para mostrar para você não querer fazer o mesmo que ela.

      Qualquer coisa me chama no Facebook “Mirian karine” estou aqui para te ajudar, não desiste, conte comigo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s